MINISTÉRIO DA CULTURA E ASSOCIAÇÃO CULTURAL BRASIL-LÍBANO APRESENTAM


uma homenagem aos

10 anos da Associação Cultural
Brasil-Líbano

Quinta-feira
03 de novembro de 2016
20h30

Entrada Franca
Hasbaya Clube do Brasil
Rua dos Franceses, 518
Bela Vista - São Paulo-SP



Apresentação

· Julianne Daud, atriz e cantora, participou de óperas e musicais, entre eles Ópera Flauta Mágica” e “Joana de Flandres” e musicais “O Beijo da Mulher Aranha” com Miguel Falabella e Cláudia Raia, MasterClass, ao lado de Marília Pera e Chistiane Torloni Em 1999 venceu o “Prêmio Especial do Concurso de Canto Maria Callas”.

· Gilbert é cantor, compositor, instrumentalista, ator e radialista. É um grande intérprete da música francesa no Brasil há mais de quatro décadas. Recebeu o título de “Chevalier des Arts et des Lettres”, condecoração concedida pelo governo francês. Atuou em várias novelas, entre elas “Esperança”.

· Conjunto folclórico de dança libanesa dirigido pelo prof. Nasser, que apresentará números de dabke. O dabke é uma dança nacional do Líbano praticada por dançarinos que usam roupa tradicional montanhesa.O prof. Nasser e seu grupo já se apresentaram em novelas e programas da televisão brasileira.

Algumas das principais iniciativas da ACBL

· Em 2009 foi sancionado pelo senador Valter Pereira, o projeto de lei 5.740/09 pelo Senado Federal, que institui o 22/11, Data Nacional do Líbano, como “Dia da Comunidade Libanesa no Brasil”;

· Em 2010 articulou junto ao Itamaraty a vinda ao Brasil do presidente do Líbano general Michel Suleiman, tendo em vista as comemorações dos “130 Anos de Imigração Libanesa no Brasil” e ainda dos “65 Anos de Relações Diplomáticas entre Brasil e Líbano”;

· Em 2008, em comemoração aos “125 anos de Gibran Khalil Gibran”, descerrou-se o busto de Gibran, de autoria da artista plástica Odete Eid. A obra está localizada na Pça. Jairo de Almeida Ramos, na Av. República do Líbano - São Paulo.


ASSOCIAÇÃO CULTURAL BRASIL-LÍBANO
BIÊNIO 2016-2018

Diretoria Executiva
Presidente: Lody Brais
Vice-Presidente: Carlos Nabil Ghobril
Diretor-Secretário: Georges Émile Abboud
Diretora Administrativa e Financeira: Leila Bechara
Diretora Cultural: Nouha Brais Nader

Conselho Fiscal
Nádia Farhoud
Samer Farhoud

Conselho Deliberativo
Presidente: Omar Golmia
Vice-Presidente: Elias Sabbag Neto
Secretário: Georges Émile Abboud
Suhel Amyuni
Samer Farhoud
Nádia Farhoud
Leila Bechara
Lody Brais
Nouha Brais Nader

Ficha Técnica:

Assessoria Jurídica e Técnica:
Elias Sabbag Neto - Vice-Presidente da ACBL

Assessoria e Pesquisa:
Nouha Brais Nader - Diretora Cultural da ACBL

Assessoria Gráfica:
Leonardo Motta - Cisne Design

Coordenação:
Lody Brais - Presidente da ACBL

Realização:
Associação Cultural Brasil-Líbano
brasil.libano@gmail.com



A ACBL - Associação Cultural Brasil-Líbano celebra em 2016 uma década no exercício de sua nobre missão: estreitar as relações entre o Líbano e o Brasil, através da cultura, traço que tão bem caracteriza os povos destas duas grandes nações. Sensível à importância e à riqueza desta convivência, a ACBL tem como escopo celebrar datas marcantes de seu harmônico relacionamento com eventos que alargam sua mútua compreensão, apresentando personalidades destacadas de ambos os países em múltiplos campos de atividades: intelectuais, artistas, historiadores, escritores, políticos, chefes de estado.

Vencendo desafios diários, a ACBL construiu no decorrer dos últimos dez anos um grande legado, representado especialmente pelos consagrados eventos que realizou, ao menos, uma vez por ano.

Para citar apenas as atividades dos últimos anos, convém lembrar as marcantes exposições realizadas. Em 2009, quando foi saudada "Beirute, a Capital Mundial do Livro"; em 2010 comemorou-se os "+130 Anos da Imigração Libanesa no Brasil", em 2011 "135 Anos da Visita de D.Pedro II ao Líbano”, quando foram exibidas pela primeira vez ao público, a espada e bandeira de D. Pedro II da era imperial, além da exibição de trechos do diário pessoal do Imperador durante sua viagem ao Líbano, em 2012 promoveu-se a "Semana de Turismo do Líbano", em 2013 "130 Anos de Gibran Khalil Gibran", uma exposição inédita na América Latina, que apresentou 52 pinturas originais e objetos pessoais provenientes do Museu Gibran-Líbano. Em 2014 a ACBL homenageou os 460 anos da cidade de São Paulo com a apresentação de um desfile das "Vestes Históricas Libanesas", provenientes do acervo do Grupo Teatral Caracalla-Líbano e em 2015 comemorou-se os "+135 Anos da Imigração Libanesa no Brasil", com a leitura dramática de “As boas vindas do Imperador”, texto e direção de Samir Yazbek.

Eventos reconhecidos pelo Líbano, reiteradas vezes, tanto pelo ineditismo como pela grandiosidade, marcas das realizações da ACBL. No Brasil, além de presente na lembrança de milhares de pessoas, estão historicamente registrados - fruto das iniciativas pioneiras da ACBL - através da emissão pelos Correios de selos alusivos aos temas dos eventos, lançamento de moedas comemorativas pela Casa da Moeda, e pelas estampas em bilhetes da Loteria Federal, especialmente criados pela Caixa Econômica Federal, visando difundir para o grande público a temática de cada realização.

Tantas realizações de sucesso só aumentam o compromisso da ACBL de continuar empenhada em oferecer ao público brasileiro e libanês, ao longo dos próximos anos, iniciativas de promoção e difusão da cultura destes dois povos, com a mesma excelência e comprometimento alcançados até aqui.



“135 ANOS DA PRESENÇA LIBANESA NO BRASIL”

A Associação Cultural Brasil-Líbano, entidade responsável por importantes iniciativas de aproximação entre o Brasil e o Líbano, através principalmente do intercâmbio cultural, ofereceu ao público de São Paulo, por ocasião da comemoração dos “135 anos da Presença Libanesa no Brasil”, a apresentação inédita da leitura dramática do texto “As boas vindas do Imperador” (duração 40 min.), texto e direção de Samir Yazbek.

Com plateia lotada, a leitura ocorreu em 29 de setembro de 2015 –terça-feira, no teatro do Sesi na Fiesp, à avenida Paulista, 1313 – Cerqueira César em São Paulo.

A peça foi lida pelos atores Helio Cicero, Gabriela Flores, Eduardo Mossri, Henrique Zanoni e Michel Nader da Cia Teatral Arnesto nos Convidou.

O texto foi inspirado na viagem oficial e histórica de D.Pedro II ao Líbano, realizada de 11 a 15 de novembro de 1876, envolvendo uma comitiva com cerca de 200 pessoas, incluindo sua esposa D.Tereza Christina Maria, damas, barões e viscondes, no navio “Áquila Imperial”, de bandeira verde e amarela, que desembarcou em Beirute. O Líbano na época era um pequeno Emirado pertencente ao Império Otomano.

D.Pedro II, considerado um orientalista, era grande admirador da literatura e cultura árabe, dominava também o idioma e conhecia os costumes locais. Visitou importantes locais de cultura do Líbano, como o Colégio Protestante (hoje Universidade Americana de Beirute), Colégio Francês dos Jesuítas (hoje Universidade Saint Joseph) e outros. Encontrou-se com grandes mestres das ciências e da literatura, como o gramático Ibrahim Al-Yázigi, visitou o Professor Cornelius Van Dyck e Nemi Jafet, intelectual pioneiro da emigração para o Brasil. Visitou também o Patriarca da Igreja Moronita, o Governador-Geral Rouston Pacha Mariani, entre outras personalidades.

A viagem de caráter turístico e científico desencadeou o processo de imigração de libaneses para o Brasil, que contribuiu no molde da trajetória do país, fornecendo bases para a compreensão dos movimentos de imigração, decisivos para a constituição multicultural do Brasil.

Os primeiros libaneses chegaram a São Paulo por volta de 1880, início da imigração libanesa contemporânea no Brasil, país que abriga o maior núcleo de libaneses e descendentes fora do Líbano, cujo número estimado é de oito milhões de pessoas em sua maioria concentrada neste Estado. São políticos, médicos, comerciantes, empresários, artistas e cidadãos que contribuem significativamente para a formação cultural e econômica da cidade mais libanesa do mundo.

Regiões presentes: São Paulo e capitais de outros estados.

Público alvo: estudantes, historiadores, comunidade e entidades Líbano brasileiras e o público em geral.

Coordenação: Lody Brais - Presidente - Associação Cultural Brasil-Líbano

011-3289-1851 – brasil.libano@gmail.com

O evento contou com o patrocínio da Eletrobrás e o apoio do Ministério da Cultura.

© LibanByLody "todos os direitos reservados"
helera.com.br